portugal à deriva:

      novecentos anos de SOLIDÃO

                             e ANESTESIA

 

os descobrimentos marítimos foram irrelevantes, quer nos círculos do humanismo cismontano quer nos do ultramontano. Não têm eco representativo, na primeira metade do Quinhentismo, nos discursos ou debates em que estavam envolvidas personalidades como Gian Francesco Pico della Mirandola, os cardeais, Bembo e Sadoleto, Pietro Ponponazzi, Erasmo, Jacques Lefèvre d'Étaples, Guillaume Budé, Cecolampadil, Lutero, Melanchton, Ulrich von Hutten, etc.

SILVA DIAS

Expresso, 10 de Junho de 1988.

 

 

 

[ www.anterodealda.com/poemas_interminaveis.htm ]